Notícias Videira Entrevista Graduação

Estudante de Engenharia de Alimentos conta como foi estágio em empresa que processa carne de rã

Por: João Luiz Bariviera
joao.bariviera@unoesc.edu.br
10 de Dezembro de 2014

Acadêmica Letícia Enedida Taffarel MotterA acadêmica Letícia Enedida Taffarel Motter, do curso de Engenharia de Alimentos da Unoesc Videira, está comemorando de maneira especial a conclusão de sua graduação. Ela desenvolveu seu projeto de estágio numa empresa da Grande Florianópolis, a maior processadora de carne de rã da América Latina.  Durante alguns meses pôde colocar em prática a teoria estudada em sala de aula e em literaturas específicas, algumas peculiaridades dessa carne nobre.

A ranicultura vem conquistando importante espaço na mesa do brasileiro e de outros países e dessa forma  precisa  de profissionais capacitados para atender a demanda que é crescente. Além do estágio, observado como um componente obrigatório do curso, ela também desenvolveu um artigo científico a respeito. Numa rápida entrevista ela conta que está feliz com a conquista e comenta de que forma a Unoesc contribuiu para a sua vivência e permanência na empresa Ranac.
 

Onde você fez estágio?

Desenvolvi as atividades de estágio na empresa Ranac, uma empresa relativamente recente, mas que já se destaca, pois é a maior processadora de carne de rã da América Latina, localizada no município de Antônio Carlos, há aproximadamente 30 km de Florianópolis. A Ranac é especializada em todo o processo desde a criação das rãs, abate e comercialização da carne. Possui certificação e inspeção federal, o que a habilita a exportar seus produtos.
 

O que a motivou fazer estágio nessa empresa?

A ideia de conhecer algo diferente, uma empresa sob direção de um Engenheiro de Alimentos e um segmento que contempla uma carne diferenciada, com excelente composição nutricional, fonte de proteínas em aminoácidos essenciais, ômega 3, 6 e 9 além de vitaminas e sais minerais, sendo até recomendada por médicos para o tratamento de doenças e pacientes convalescentes.
 

Qual foi sua atividade na Ranac como estagiária do curso de Engenharia de Alimentos?

Acompanhei toda a cadeia produtiva, enfatizando a área de controle de qualidade no abate dos animais. A partir dessa experiência, desenvolvi um artigo como conclusão de estágio e do curso, intitulado “Avaliação de qualidade da carne de rã de empresa do litoral de Santa Catarina”, sob orientação do professor Hudson Couto do Amparo.
 

Como foi a experiência? Enfrentou alguma dificuldade?

De início veio a preocupação em sair de casa, estar longe da família e amigos, tudo diferente, outras cidade e cultura.  Mas minha família foi fundamental, incentivando e apoiando em todos os momentos e, também, fui muito bem recepcionada na empresa, o que possibilitou uma ótima experiência profissional e pessoal. Hoje me sinto satisfeita ao concluir o curso de Engenharia de Alimentos, continuar na empresa e trabalhar com alimentos que inovam a vida das pessoas e compartilham momentos agradáveis e promovem descobertas.
 

De que forma a universidade contribuiu para o seu estágio?

Sem dúvida, a Unoesc teve papel muito importante, pois a partir do direcionamento para realização de estágio obrigatório ao final do curso, abriram-se portas para a vida profissional. Este é um momento de colocar em prática todos os ensinamentos transmitidos através da dedicação pelos professores e fazer a diferença no mercado de trabalho.

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.