Notícias São José do Cedro Estudante

Estudante de Agronomia palestra para pesquisadores da Embrapa do Amapá

Por: Karine Bender
imprensa.smo@unoesc.edu.br
07 de Outubro de 2015

O estudante da 10ª fase do curso de Agronomia da Unoesc São José do Cedro, Luis Carlos Panizzon, palestrou, recentemente, para diretores e pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) do Macapá (AP). Durante a palestra, Luis abordou sobre a organização das propriedades do Oeste de Santa Catarina, sobre os principais produtos produzidos por pequenos produtores e detalhou como funciona o setor, desde a produção até a industrialização.

Segundo Luis, na região do Macapá, há apenas duas propriedades que estão começando a produzir leite, sendo que os proprietários vieram de outra região. Ele salienta que não há criação de suínos e aves e que, cerca de 80% da população, trabalha em órgãos públicos.

Luis destaca que o cerrado amapaense possui um grande potencial.

— São cerca de 300 mil hectares que poderão ser cultivados com diferentes culturas. A soja produzida no Amapá pode ter um dos custos de produção mais baixo do Brasil, já que o cerrado está próximo ao Rio Amazônia, o que facilita o escoamento — observa o acadêmico, salientando que, em 2015, apenas 15 mil hectares do cerrado foram cultivados.

Para Luis, o Amapá oferece oportunidades atrativas para quem quer trabalhar no setor do agronegócio. Ele conta que o preço das terras varia de R$ 500,00 a R$ 8 mil. O preço baixo já está atraindo vários produtores de outros Estados do Brasil.

Estágio

O acadêmico ficou um mês no Amapá realizando estágio na Embrapa, sob a orientação do pesquisador, doutor Luis Wagner Rodrigues Alves. O estágio foi realizado na área de transferência de tecnologia e pesquisa. Luis diz que antes de escolher o Estado para estagiar, buscou informações sobre novas fronteiras agrícolas do Brasil e foi quando encontrou duas opções: Roraima e Amapá. A proximidade com o Rio Amazônia e o porto na região de Santana fez com que ele optasse pelo Amapá.

De acordo com a coordenadora do curso de Agronomia da Unoesc São José do Cedro, professora Claudia Klein, o estágio tem o objetivo de proporcionar experiências práticas aos estudantes, complementando e qualificando o processo da formação profissional.

— O fato de o Luis ministrar palestras, aos pesquisadores da Embrapa, sobre a realidade das propriedades da região Oeste catarinense, proporciona uma troca de experiência valiosa, considerando que as condições de clima, relevo e tamanho das propriedades são diferentes. Desafios como esse desenvolvem a criatividade, a iniciativa e a responsabilidade desses profissionais que, em breve, estarão atuando no mercado de trabalho — ressalta Claudia.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.