Notícias São Miguel do Oeste Acessibilidade

Ministério Público apresenta Unoesc como exemplo de acessibilidade em SC

Por: Emmanoel Jose Lourenco
emmanoel.lourenco@unoesc.edu.br
02 de Maio de 2011

A Unoesc, Campus de São Miguel do Oeste, participou, em Chapecó, no dia 29 de abril, última sexta-feira, do 1º Seminário de Acessibilidade do Projeto Santa Catarina Acessível, promovido pelo Ministério Público do Estado. A universidade virou case nos investimentos de acessibilidade física, tecnológica e pedagógica em Santa Catarina.

O professor Abílio Auri Simon, diretor de Gestão, Planejamento e Finanças do Campus de São Miguel do Oeste, apresentou as medidas adotadas pela instituição a fim de adequar suas instalações às normas de acessibilidade. Ele relatou que a partir de trabalho desenvolvido pela universidade, a pedido dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, foram identificados 65 prédios públicos que feriam as normas de acessibilidade nos municípios que compõem a Comarca de São Miguel do Oeste. "Verificamos, inclusive, que mesmo nos prédios de nossa instituição, apesar das boas condições de acessibilidade, algumas adequações seriam necessárias", falou.

A partir daí foram realizadas as alterações propostas e solicitadas pela Reitoria e aplicadas no campus: foram adaptados espaços específicos para atendimento na Biblioteca, Tesouraria, Secretaria Acadêmica, Serviço de Apoio ao Estudante e Central de Cópias, instaladas placas indicativas especiais, estacionamento privativo para idosos e pessoas com necessidades especiais, e sinalização tátil nas calçadas. Elevadores, telefone público para surdos, bebedouro com acionamento em braile também foram investimentos realizados para a comodidade de quem circula pela instituição.

Durante o evento, a universidade apresentou uma reportagem em vídeo em que uma funcionária (cadeirante) e alunos (um com mobilidade reduzida, uma com deficiência auditiva, uma cadeirante e uma deficiente visual) falaram sobre as dificuldades de acessibilidade que enfrentam no dia-a-dia e como a Unoesc se tornou um espaço de referência em acessibilidade e inclusão em suas vidas. O vídeo mostra que o Campus de São Miguel do Oeste é 100% acessível, atendendo as exigências legais, inclusive reconhecido pelo Ministério Público como referência.

A impressão

"A Unoesc está de parabéns e demonstra, com seu comprometimento, que as ações para promover a acessibilidade devem acontecer não só porque uma lei exige, mas porque o compromisso social deve ser o foco de nossa ações. Sabemos que nossa sociedade ainda precisa evoluir nos investimentos relativos à acessibilidade, mas é em exemplos como o da Unoesc que demonstramos estarmos no caminho certo", destaca o promotor de justiça Luís Suzin Marini Júnior, coordenador do seminário e também do Centro de Apoio Operacional da Cidadania e Fundações do Ministério Público de Santa Catarina.

Para a professora Andréa Prates Ribeiro, coordenadora do Curso de Educação Física e da pesquisa sobre as condições de acessibilidade em prédios públicos e privados na comarca de São Miguel do Oeste, esse seminário é um divisor de águas. "Acredito que a partir desse seminário a Unoesc fica mais em foco em Santa Catarina e temos a possibilidade implementar outros trabalhos na região. Isso mostra também que a parceria de trabalhos multidisciplinares, como o realizado com a acessibilidade, é um investimento que envolve diversos cursos e amplia a visibilidade de nossas ações de pesquisa que visam fomentar ações efetivas para o desenvolvimento regional", salientou.

"O evento foi de suma importância, pois mostrou que a Unoesc está adaptada para receber os acadêmicos que necessitam de acessibilidade. A Unoesc tem uma missão, de trabalhar pelo desenvolvimento regional. Essas pesquisas feitas e outras que ainda virão demonstram que a universidade está cumprindo o seu papel", enfatizou Abílio Simon.

O evento tratou ainda de aspectos como: o Desenho Universal, que trata da linguagem de sinalização e adaptações arquitetônicas de espaços; Conceitos sobre Deficiência e Mobilidade reduzida; Legislação vigente sobre acessibilidade: Leis, Decretos, Portarias, Normas ABNT; e Respeito à acessibilidade da cidadania: Casos práticos de transformação das cidades catarinenses para a acessibilidade (Unoesc, Campus de São Miguel do Oeste, e Prefeitura Municipal de Chapecó).

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.