Notícias Bolsas de Estudo Ensino

Pibid beneficia cerca de 90 mil bolsistas no Brasil

Por: Dhébora Santiago
dhebora.santiago@unoesc.edu.br
15 de Outubro de 2015

No Brasil existem, aproximadamente, 90 mil bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). O objetivo do programa é preparar os acadêmicos dos cursos de licenciatura para a carreira de professor da educação básica.

De acordo com a coordenadora institucional do Pibid na Unoesc, professora Regina Oneda Mello, na universidade integram o Pibid 280 pessoas, distribuídas da seguinte forma: 221 acadêmicos bolsistas, 43 professores das escolas básicas, que atuam como supervisores dos subprojetos, 13 coordenadores de área, dois gestores e um coordenador institucional. O campo de atuação da universidade compreende os municípios de São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Campos Novos, Capinzal, Ouro, Videira, Fraiburgo e Joaçaba.

Para a coordenadora de gestão do Pibid na Unoesc, professora Patricia Aparecida Pedroso, o programa tem permitido aos acadêmicos o aprendizado na prática de todo o processo escolar e, à universidade, a publicação de trabalhos científicos.

— O Pibid proporciona uma visão mais clara e ampla do que é estar em sala de aula, da vivência com os alunos, das dificuldades no aprendizado e da gestão escolar. Os acadêmicos têm a oportunidade de praticar o que se aprende na universidade — analisou.

A coordenadora do curso de Educação Física da Unoesc, professora Elisabeth Baretta, destacou que a troca de conhecimento ao vivenciar o dia a dia das escolas tem sido enriquecedora para os bolsistas.

— Os professores juntamente com os acadêmicos realizam um planejamento para desenvolver subprojetos de acordo com as necessidades e carências de cada escola. Dessa forma é possível observar uma maior participação dos acadêmicos no desenvolvimento de estratégias inovadoras, na criação de jogos diferenciados, bem como no trabalho dos aspectos motivacionais em sala de aula — avaliou.

Já a professora supervisora Josiane Aparecida de Jesus, que também foi aluna bolsista do Pibid, ressaltou que, a partir do programa, o acadêmico chega na escola mais desinibido e desenvolto perante os alunos, sendo essa experiência um diferencial para o currículo.

A estudante da 4ª fase do curso de Educação Física e bolsista do Pibid há um ano e meio, Iara Daiany de Sousa Pereira Burlim, disse que superou suas dificuldades com a timidez e aprendeu como falar e se comportar com os alunos.

— Levamos na bagagem uma grande experiência na prática, que só o programa nos proporciona. Consegui superar as minhas dificuldades e a desenvolver todas as etapas de um projeto, um dos meus trabalhos será apresentado em um congresso no México — comentou a bolsista.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.