Página inicial O que acontece Acadêmicos de Videira desenvolvem atividades do PROESDE em Ponte Alta
Não categorizado Extensão Videira

Acadêmicos de Videira desenvolvem atividades do PROESDE em Ponte Alta

A Unoesc Videira realizou, no sábado (22), mais uma etapa do Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE). Na oportunidade, 34 acadêmicos bolsistas desenvolveram uma oficina de Contação de Histórias, além de uma fala sobre a construção de materiais didático-pedagógicos, relacionada ao processo de ensino-aprendizagem, para professores da rede Municipal de Ensino do […]


A Unoesc Videira realizou, no sábado (22), mais uma etapa do Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE). Na oportunidade, 34 acadêmicos bolsistas desenvolveram uma oficina de Contação de Histórias, além de uma fala sobre a construção de materiais didático-pedagógicos, relacionada ao processo de ensino-aprendizagem, para professores da rede Municipal de Ensino do Município de Ponte Alta.

Além de Ponte Alta, a Unoesc, por meio do PROESDE, vem realizando ações práticas nos municípios de Monte Carlo, São José do Cerrito, Videira e Abdon Batista.

Neste ano, a Unoesc Videira participa com cinco projetos, perfazendo um total de 170 estudantes bolsistas dos diferentes cursos de Graduação. No primeiro semestre, ocorreu a etapa de formação dos estudantes bolsistas, conforme o projeto de extensão ao qual está vinculado.

Em todos os projetos, a Universidade conta com apoio das prefeituras por meio das Secretarias de Educação e, no caso de Videira, com a Coordenação Regional de Educação.

— O curso de extensão do PROESDE consiste em um conjunto de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão voltadas à formação do estudante bolsista, enquanto cidadão e profissional capaz de intervir e contribuir em seu contexto regional — salientou Magali Beatriz Augusto, coordenadora do programa no âmbito da Unoesc Videira.

Ela explica que o estudante recebe bolsa de estudo de 100%, participa de um curso de extensão que possibilita a relação do conhecimento adquirido com a prática comunitária e recebe certificação das horas do referido projeto ao qual está vinculado.

— O que mais chama atenção é o comprometimento dos acadêmicos com o trabalho desenvolvido em cada projeto. Eles se dedicam ao máximo para que o resultado das ações realizadas atinja um nível máximo de satisfação — pontuou Magali.

Projeto e cidades: 

Em Abdon Batista, são 39 acadêmicos que estão desenvolvendo o projeto “Mutirão Ambiental – Meu Espaço Mais Bonito”. Em São José do Cerrito e Ponte Alta, são 86 bolsistas atuando no projeto “Em cada canto um conto!”, oficina de Contação de Histórias e elaboração de materiais didático-pedagógicos, com formação de professores.

Já, no Município de Monte Carlo, 38 bolsistas vão trabalhar no projeto de Revitalização da Biblioteca Escolar e, no município de Videira, 28 estudantes inscritos vão atuar no projeto “Moldando o futuro com as mãos”, uma oficina de cerâmica para mulheres de baixa renda. 

De acordo com Magali Augusto, a Unoesc, como Instituição Comunitária, participa do PROESDE desde 2014, atuando principalmente em municípios de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

— O programa tem grande relevância, não apenas pelo recurso financeiro destinado por meio de bolsas de estudo, mas por contribuir na formação humana e profissional dos envolvidos, atuando como agentes de transformação social na realidade regional — concluiu.

No dia 19 de novembro, acontecerá uma nova intervenção no município de São José do Cerrito. Dia 20, será a vez de Monte Carlo e, no dia 3 de dezembro, o Seminário Estadual do Proesde na Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), na cidade de Lages.

 

Receba as novidades da Unoesc

Usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento. Para mais detalhes, leia nossa política de privacidade.