Página inicial O que acontece Aula Magna discute cenário dos Mestrados Profissionais no Brasil
Não categorizado Geral Chapecó

Aula Magna discute cenário dos Mestrados Profissionais no Brasil

O Mestrado Profissional em Administração (MPA) da Unoesc recebeu, na última semana, para aula magna, o professor Aridelmo Teixeira da Fucape Business School, atual coordenador adjunto dos mestrados profissionais na área de administração, ciências contábeis e turismo da CAPES, que apresentou o cenário dos mestrados profissionais brasileiros, a partir de seu contexto histórico e apontou […]


O Mestrado Profissional em Administração (MPA) da Unoesc recebeu, na última semana, para aula magna, o professor Aridelmo Teixeira da Fucape Business School, atual coordenador adjunto dos mestrados profissionais na área de administração, ciências contábeis e turismo da CAPES, que apresentou o cenário dos mestrados profissionais brasileiros, a partir de seu contexto histórico e apontou as perspectivas para o futuro desta modalidade. Participaram do encontro os professores vinculados ao MPA e mestrandos da primeira e segunda turma. Além disso, um dos mestrandos da primeira turma que, atualmente, está em intercâmbio na Europa, acompanhou a palestra pela internet.

Teixeira pontuou que a criação e oferta de mestrados profissionais acentuaram-se a partir de 1997. Até então havia apenas dois cursos, sendo um da FGV/SP e outro na UNESA. O número de ofertas foi crescendo gradativamente chegando, no período de 2010 a 2012, com uma média 5,7 novos cursos por ano. Segundo Teixeira, em 2012, registrou-se o número de 3.653 programas de pós-graduação, sendo 1.833 doutorados, 1.276 mestrados acadêmicos e 544 mestrados profissionais, dos quais fazem parte cerca de 57 mil professores e 204 mil estudantes.

Para chegar a esses números, Teixeira disse que alguns obstáculos foram superados, como a composição do corpo docente com acadêmicos e profissionais experientes do mercado; questões relativas ao trabalho de conclusão de curso, definição dos produtos técnicos e tecnológicos, entre outros. Para o futuro, ele observou que o principal desafio a vencer será a qualificação da produção técnica e tecnológica, com objetividade e relevância.
Aridelmo Teixeira concluiu o Doutorado em Controladoria e Contabilidade pela USP (2002). Fundador da FUCAPE Business School (2000). Atualmente é professor da FUCAPE Business School. Membro do Conselho Operacional da ONG – Espírito Santo em Ação. Coordenador do Comitê de Desenvolvimento do Capital Humano da ONG – Espírito Santo em Ação. Publicou vários artigos em periódicos Qualis/Capes. Participou do desenvolvimento de 22 produtos tecnológicos. Orientou 32 dissertações de mestrado e diversas monografias na área de Administração e Contabilidade.

Atualmente, coordena dois projetos de pesquisa e participa de outros três projetos nas áreas de Contabilidade e Gestão de entidades públicas e privadas.É membro da Delegação Brasileira do ISAR /UNCTAD (Intergovernmental Working Group of Experts on International Standards of Accounting and Reporting / United Nations Conference for Trade and Development). Atua como consultor da Área de Administração, Contabilidade e Turismo da CAPES. Atua como Membro da Comissão de Assessoramento na área de Ciências Sociais Aplicadas na Fundação de Amparo a Pesquisa no Espírito Santo (FAPES). Membro do Comitê Estadual Integrado de Educação Profissional (Cointec). Coordena Projeto de Pesquisa financiado pelo Edital Universal 2011 da Fundação de Amparo a Pesquisa no Espírito Santo (FAPES). Atua como Avaliador Ad hoc de artigos científicos de várias Revistas e Congressos no Brasil. Os principais temas de pesquisa são contabilidade gerencial estratégica, avaliação de ativos, qualidade dos lucros, accruals, IFRSs, CPC´s e IPSAS.

Receba as novidades da Unoesc

Usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento. Para mais detalhes, leia nossa política de privacidade.