Página inicial O que acontece Curso de Farmácia tem nova modalidade de estágio
Saúde Não categorizado Notícia Ensino São Miguel do Oeste

Curso de Farmácia tem nova modalidade de estágio


O Curso de Farmácia da Unoesc São Miguel do Oeste, juntamente com a Secretaria Municipal da Saúde, está ofertando, neste semestre, uma nova modalidade de estágio: a conciliação de medicamentos, que abrange a atuação do farmacêutico nos serviços de saúde do SUS. O Coordenador do Curso, professor Everton Boff, explica que esse serviço visa estudar com profundidade as possíveis interações medicamentosas, que possam ocorrer devido ao uso de dois ou mais medicamentos por um mesmo paciente.

— O resultado desse processo é a segurança do usuário, bem como a garantia de maior eficácia com a minimização de riscos de possíveis reações indesejáveis, resultado das reações adversas pela interação dos medicamentos — reforça Boff.

Esse tipo de serviço é amparado por lei, sendo um dos âmbitos de atuação do profissional farmacêutico e objetiva, principalmente, a segurança de usuários classificados como polimedicalizados (uso de cinco ou mais fármacos pelo mesmo paciente). A tendência é manter esse tipo de estágio, que nesse primeiro momento, está sendo acompanhado mais de perto pelo Coordenador do Curso e pela Secretária Adjunta de Saúde de São Miguel do Oeste, Camila Bernardi, que também é Farmacêutica.

— Prevenir as interações medicamentosas é uma ação de segurança que resulta em não manifestações indesejáveis e até mesmo comprometedoras da saúde do usuário, que em casos mais graves, pode até mesmo deixar lesões permanentes e, em casos extremos, tirar a vida do usuário — enfatiza o Coordenador.

Neste primeiro momento, dois estudantes da oitava fase do Curso estão estagiando nessa modalidade. Letícia Salete Zanini comenta que o estágio em Farmácia Clínica é uma etapa fundamental na formação de um farmacêutico, pois proporciona uma oportunidade única de integrar o conhecimento teórico com a prática clínica real.

— Durante esse período do estágio, é possível desenvolver habilidades de avaliação de pacientes, tomada de decisão e comunicação interprofissional, ao mesmo tempo em que se compreende a importância de uma abordagem individualizada na assistência farmacêutica. Além disso, o estágio, nessa área, desempenha um papel crucial na promoção de resultados de saúde positivos, na prevenção de erros de medicação e na otimização das terapias medicamentosas, preparando- nos para desempenhar um papel essencial na equipe de cuidados de saúde — salienta a estagiária.

O estudante Marlon Daniel Dapper explica que o estágio está permitindo o aprimoramento das habilidades de comunicação e colaboração, trabalhando em equipe.

— Qualifica-nos a identificar e prevenir interações medicamentosas, contribuindo assim para a segurança dos pacientes e a qualidade da assistência médica. Essa experiência prática não apenas solidifica o aprendizado teórico, mas também nos prepara para desafios do mundo real e nos capacita a sermos profissionais farmacêuticos competentes e responsáveis — finaliza Dapper.

Receba as novidades da Unoesc

Usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento. Para mais detalhes, leia nossa política de privacidade.