Página inicial O que acontece Fórum regional se reunirá em Chapecó para discutir crise de energia no oeste de SC
Não categorizado Geral Chapecó

Fórum regional se reunirá em Chapecó para discutir crise de energia no oeste de SC

A deficiência no fornecimento de energia elétrica na região será o tema central da reunião extraordinária do Fórum de Competitividade e Desenvolvimento da Região Oeste de Santa Catarina, neste mês em Chapecó. O presidente do Fórum, diretor geral da Unoesc Chapecó, professor Ricardo Antônio de Marco, disse que a convocação da reunião depende apenas da […]


A deficiência no fornecimento de energia elétrica na região será o tema central da reunião extraordinária do Fórum de Competitividade e Desenvolvimento da Região Oeste de Santa Catarina, neste mês em Chapecó.

O presidente do Fórum, diretor geral da Unoesc Chapecó, professor Ricardo Antônio de Marco, disse que a convocação da reunião depende apenas da disponibilidade de data do presidente da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina), Cleverson Siewert. O Fórum foi criado pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e pela Universidade do Oeste de SC (Unoesc) em 2012 e tornou-se o principal instrumento institucional de discussão dos grandes temas de interesse regional.

– A presença do presidente, acompanhado de sua equipe técnica, é considerada fundamental para a discussão dessa problemática e para os encaminhamentos necessários – explica De Marco.

Esse tema foi objeto da reunião ordinária do Fórum, na semana passada, em São Miguel do Oeste, mas a ausência do principal executivo da Celesc impediu o encaminhamento das propostas.
O dirigente observa que existem comprovadas deficiências no fornecimento de energia elétrica em Chapecó e no grande oeste. A frequente instabilidade do sistema gera quedas, por sobrecarga, causando prejuízos a centenas de empresas, danificando máquinas e equipamentos nas cidades e provocando mortandade em criatórios de aves, nas zonas rurais dos municípios.

O engenheiro eletricista Nelson Akimoto, representante da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) no Fórum, foi encarregado de levantar a situação do suprimento de energia elétrica no oeste. Ele iniciou o levantamento da infraestrutura existente para avaliar a potência, a capacidade instalada e o programa de investimentos.

– Estamos conhecendo melhor para formular reivindicação lastrada em fatos e dados – expôs.

O Fórum tomou conhecimento que muitas empresas estão adiando ampliações ou transferindo investimentos para outras regiões do País em razão dos problemas de energia.

– Essa situação preocupa o Fórum e pode se transformar em pesadelo para investidores e empreendedores – resume o presidente, lembrando que o oeste catarinense concentra 16% dos estabelecimentos industriais de Santa Catarina e 17% dos trabalhadores da indústria.

A região tem mais de 1 milhão de habitantes, o que corresponde a 17% da população do Estado, e é responsável por um Produto Interno Bruto (PIB) de mais de R$ 22 bilhões, o que corresponde a 15% do total estadual. 

ÚLTIMA REUNIÃO

Na reunião de São Miguel do Oeste, na semana passada, também foram abordados outros assuntos. O engenheiro civil e consultor da Fiesc Eduardo Saporiti apresentou estudos sobre a rodovia BR-282, principal via de acesso de escoamento da produção do oeste catarinense aos portos e aos grandes centros brasileiros de consumo. 

O advogado Leocir Dacroce relatou a situação das famílias rurais ameaçadas pela delimitação das áreas indígenas no oeste catarinense e os conflitos decorrentes da intenção da Fundação Nacional do Índio em criar ou ampliar as existentes.

O vice-presidente regional da Fiesc, Astor Kist, expôs as reivindicações da microrregião do extremo-oeste que incluem o aeroporto de São Miguel do Oeste, saneamento básico, a ferrovia da integração ligando leste-oeste e a duplicação da BR-282. O deputado federal Celso Maldaner relatou as atividades parlamentares e os investimentos federais para a região.

Receba as novidades da Unoesc

Usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento. Para mais detalhes, leia nossa política de privacidade.