Página inicial O que acontece Unoesc colabora com a construção do centro de acolhimento para crianças e adolescentes
Notícia Comunidade Xanxerê

Unoesc colabora com a construção do centro de acolhimento para crianças e adolescentes


Nessa quarta-feira (8), foi inaugurado em Xanxerê o “Serviço de Acolhimento Institucional Jacy João Tecchio”, com 602,84m² de área construída e capacidade para atender 24 crianças e adolescentes de zero a 12 anos e 11 meses.

O professor Jacy João Tecchio foi um grande defensor da educação e colaborou em muitas ações socias do município, com destaque ao início da construção deste centro de acolhimento. Jacy faleceu em 17 de março de 2018, aos 70 anos.

O espaço tem como objetivos acolher e garantir proteção integral às crianças e aos adolescentes em situação de risco pessoal, social e de abandono. Foi construído com recursos do Fundo Municipal de Bens Lesados e da Administração Municipal de Xanxerê e contou com a colaboração da sociedade civil.

A Unoesc Xanxerê colaborou com o espaço por meio da elaboração do projeto arquitetônico, executado pelo Núcleo de Projetos de Arquitetura e Engenharia, além de sediar o período de idealização e criação do projeto, com a participação das equipes técnicas dos dirigentes e cuidadores do acolhimento.

O coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unoesc Xanxerê, professor Anderson Saccol Ferreira, reconhece o comprometimento da equipe, dos profissionais e estudantes, do Núcleo de Projetos de Arquitetura e Engenharia do campus.

— Essas pessoas dedicaram tempo e compartilharam seu conhecimento para desenvolver o projeto de construção deste centro de acolhimento. Esse esforço conjunto ilustra de forma vívida como uma Universidade Comunitária, como a Unoesc, pode desempenhar um papel ativo em questões sociais e causar um impacto positivo na comunidade. Através dessa colaboração, reafirmamos o compromisso de nossa Instituição em promover o bem-estar e a segurança das crianças que vão ocupar este espaço — pontuou o professor.

O juiz da Comarca de Xanxerê, Christian Dalla Rosa, destaca que é um projeto único e singular, com as características necessárias para atender as crianças de acordo com todas as normas técnicas, em um local agradável e adequado. Destacou ainda as peculiaridades do projeto, idealizado e iniciado pela mobilização da sociedade civil e que foi angariando pessoas e instituições para sua realização.

— Essa união de sociedade civil com os poderes executivo, legislativo e judiciário teve um resultado muito significativo. Além da estrutura, esse espaço tem uma ideia de proteção, de acolhimento e de receber com qualidade e amor. Tem uma orientação técnica que vai direcionar as crianças, que tiveram uma grave violação de seus direitos, para restruturação das famílias de onde vieram ou para colocação em uma família substituta, atendendo à missão, da sociedade e do Estado, de proteger e buscar a reconstrução da vida das crianças que vão chegar nesse acolhimento — relatou Christian.

Receba as novidades da Unoesc

Usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento. Para mais detalhes, leia nossa política de privacidade.